Por vezes, levamos uma sensaborona vida, tanto "se nos dá como se nos deu" ou seja tipo Sporting (não querendo ofender os sportinguistas até porque, é um clube com o qual simpatizo)...parece que tudo nos passa ao lado, nada no afeta, não arrefecemos nem esquentamos com coisa alguma, a nossa vida só tem uma estação obvia...o Outono!

 Quando chegamos a esse ponto é altura ou tempo de um recuo...de eras, se possivel...na pré-história, segundo consta, a necessidade aguçou o engenho e o homem (mulher incluida...rsrs) "inventou" o fogo (julgo que o sol já ardia há muito mas, isso é outra história), a necessidade (mais uma vez) o obrigou a criar...

 Hoje parece que já não criamos nada, vivemos numa época imediatista, tudo nos vem (quase) ter às mãos, somos pouco imaginativos, já não há serenatas prá conquista ( um sms é muito mais fácil!), havia até nos meus tempo de criança uma música que dizia: "cartas de amor quem as não tém?", agora? Pouca gente sabe o que é um selo (passe o exagero...rsrs)...

 Falta-nos fogo cá dentro, quando me refiro ao fogo não o faço somente e relativamente ao amor, faço-o à paixão, à chama, à alma, à intensidade, à entrega...se desgarradamente vivemos, desapaixonadamente sonhamos e, muito menos...ardemos!

2 comentários:

  1. Elsa says:

    estou adorando seguir o teu blog,esta um espectaculo,ate parece que somos tia e ,sobrinho.continua fico a espera.bjinhos...

  1. Ruben Bap says:

    Dizem que tenho jeito...rsrs

Enviar um comentário

Com tecnologia do Blogger.
Loading...

Porto de Mós

Porto de Mós
A "minha" praia e a minha foto!

Sobre Mim

A minha foto
Não pretendo falar muito de mim, vou deixar que as palavras falem e, consequentemente os atos!


Para quem procura, para quem encontra, para quem cai, para quem se levanta...

Não sei o que me leva, nem o que me traz, sei simplesmente que urge, não fazer o que me apraz!

Muitas vezes sou levado pelos impetos do imediato, da satisfação momentânea do devaneio, sem atribuir às consequências qualquer peso de uma consciência obesa.

Diz-se,"ano novo,vida nova", se espero por um dia igual aos outros, para pensar em alterar uma vida desregulada, sinto que defraudo quem acredita, decide e age todos os dias... vou tentar sair da lama e mudar, vou tentar hoje, o amanhã não me pertence...

A quem bate... quem procura...

A quem bate... quem procura...
...se abre, encontra...

Followers